quarta-feira, 30 de abril de 2008

Da despedida

Não tema a saudade:
despedida é só a possibilidade
de esperar mais intensamente o próximo encontro.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Everything: drama

Last weekend we went to a huge meeting called Russetreff: 600 Norwegian students by the age of 18 years-old which have finished the High School education. We, Hald students, presented a drama. The following video shows what we experienced there.

No último fim de semana, estivemos em um grande encontro chamado Russetreff: 600 estudantes noruegueses com os seus 18 anos, acabando de concluir o Ensino Médio. Apresentamos uma pantomima. O vídeo abaixo mostra o que experimentamos.

video

Video by: Paulette Ninko
Music: Everything - Lifehouse

Onde fica meu país?

Acompanhava Cirene até o posto dos correios aqui na Noruega dia desses. Após alguns minutos esperando para sermos atendidos, eis que veio uma moça de aparentemente vinte e poucos anos. Cirene entregou para ela a correspondência que queria enviar para o Brasil.

Duas perguntas a garota fez. A primeira:
- Para onde você quer enviar essas cartas?
Ao que, Cirene respondeu:
- Para o Brasil.
Veio então a segunda:
- Isso fica na Europa?

Respirando fundo e depois de olhar um para o outro com aquele "como assim?" nos olhos, respondemos:
- América do Sul.

sexta-feira, 25 de abril de 2008

PhotoStory - Português

video

Esse é um fotovídeo que produzi no Hald, tentando resumir a experiência aqui na Noruega. Durante a semana, tivemos algumas aulas nas quais pudemos expressar as nossas vivências e sentimentos através das artes: pintura, música e vídeo.

PhotoStory - English

video

sábado, 19 de abril de 2008

E a vida continua

Sexta-feira: termina a minha última semana no lugar onde estive nesses últimos seis meses - Karmøy. Esse é o nome da ilha que é bem conhecida por ser um lugar onde há muito vento e bastante chuva. Estranhamente, nesses meus últimos dias por aqui o sol brilhou forte de segunda a sexta e raras foram as nuvens no céu azul.

Chegou a primavera! Depois de frio, escuridão, neve e tudo mais que o inverno europeu oferece, é muito bom poder ver a vida brotando silenciosa. Nos galhos secos das àrvores, começam a aparecer uns pontos verdes. Flores aparecem colorindo o ambiente. Alguns passarinhos já ensaiam sua sinfonia. Interessante ver também que as pessoas já estão diferentes. É notável a diferença no humor das pessoas. Fiquei feliz ao ver crianças brincando do lado de fora; os sons de infância faziam falta.

É esse o cenário que prepara a minha mente e o meu coração para voltar para a minha escola, Hald, na segunda-feira. É tempo de despedir-me daqueles que aprendi a amar ao longo desse tempo. Sou muito grato a cada pessoa que pude conviver e conhecer. A minha vida continua com mais gente perto - mesmo estando longe. Na verdade, acho que não é mais só minha essa vida.

Brighter days

Friday. The week ends up today, my last week in my practice place (Karmøy). The island is well-known for its contradictory weather: rain and wind are staring very often. Incredibly we have had plenty of sunshine in the whole week here.


The spring has come! And it is amazing to see life sprouting again in the dry branches, flowers appearing, birds coming back. People are going out more often and it possible to see some children playing outside. I can notice the difference: brighter days.


This background prepares my mind and heart to go back to Hald. It is also time to say “good bye” for those who I lived with during the last six months. I just want to say "thank you". I am very grateful for everything I could experience and learn during this time together with unforgettable people.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Time flies

The time has gone fast! I just have about one more week here in Karmøy. Six months ago, I came to a totally new place which I haven't been before. During this time, I could feel me at home here. Day after day, I was getting used to a lot of things: new relationships, new family, new friends, new language, new names, new tasks, new food, new habits and so on. Newness!

Soon it is time to say "See you!" for all those things that are not new anymore because they have became a part of me. It is amazing to experience Hald's slogan: go, learn and become. I can assure that it happens! Go and discover the new! Learn from the new! Become yourself new!

I am going to leave home and go back to home at Hald. I am looking forward to meet the others and be together again with this wonderful international family.

E esta é a vida eterna

"Pai, chegou a hora. Glorifica o teu Filho, para que o teu Filho te glorifique. Pois lhe deste autoridade sobre toda a humanidade, para que conceda a vida eterna a todos os que lhe deste. Esta é a vida eterna: que Te conheçam, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer. E, agora, Pai, glorifica-me junto a ti, com a glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse”.
João 17.1-5

Desfrutando da intimidade com o Pai, Jesus se encontra em oração ao proferir essas palavras. Numa conversa de Filho para Pai, ele faz um pedido: "Glorifica o teu filho". O motivo que leva Jesus a essa intercessão é a glória do próprio Pai: "para que o teu Filho te glorifique".

Em João 3.16, encontramos a razão da vinda e vida de Jesus e também de sua morte e ressureição: "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna". Em Jesus, Deus se fez gente e habitou entre nós! Em Jesus, Deus levou sobre si mesmo os nossos pecados! Em Jesus, Deus nos reconciliou consigo mesmo! Ele é o Cristo que venceu sobre a morte e conquistou a vida eterna para todos aqueles que nele crêem!

A oração de Jesus revela a realidade da vida eterna. No versículo 3, ele diz: "E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste". Dessa forma, Jesus faz com que a eternidade invada o nosso presente ("E a vida eterna é esta"), colocando duas questões para nós: temos conhecido o único Deus verdadeiro? Temos conhecido Jesus Cristo? Vale a pena ressaltar que o verbo "conhecer" significa muito mais do que ter informações a respeito ou apenas ouvir falar. Na linguagem bíblica, "conhecer" denota relação íntima e pessoal, ou seja, relacionamento.

Com essas palavras, Jesus convida aquele que ainda não crê a conhecer ao Deus verdadeiro e o Seu amor revelado em Cristo. Para aquele que já crê, o Salvador atenta para o fundamental na vida cristã: desfrutar do relacionamento com o Senhor. O Nazareno fala de vida eterna, portanto, suas palavras também revelam algo sobre o futuro daqueles que crêem no Senhor dos senhores, sobre a eternidade: continua-se a conhecer a Deus e a Jesus.

Por vezes, falar de vida eterna ganha um tom idealizado ou utópico, mas as palavras do Senhor Jesus a respeito daquilo que ele mesmo conquistou para nós chamam-nos à responsabilidade de viver hoje conhecendo ao Senhor!

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Concerto

Já há um tempo, estive num concerto de instrumentos de sopro junto de minha família norueguesa. O meu irmão mais novo aqui toca saxofone: ele tem dez anos e já é bem esperto! Junto dele, mais uma dezena de estudantes se apresentaram naquela noite. Depois de muito ensaio, era hora de encarar a platéia – predominantemente, formada por pais e mães – e executar a música que tinham preparado.


O que mais me chamou atenção naquele dia foi a atitude do professor. Ele apresentava cada aluno. Conhecendo o jeito de cada um, deixava-os seguros diante do desafio de tocar em público. Às vezes, ele acompanhava o estudante tocando junto: na verdade, o mestre não tocava a mesma coisa, mas a sua música fazia toda a diferença e se tornava uma com a do aluno. Motivação e encorajamento são também duas características que pude notar. Aliás, essas duas são essenciais em toda a trajetória: do começo dos ensaios até a apresentação.


E é nessa situação simples que pude entender um pouquinho mais do que o meu Deus faz por mim e é para mim. Sim, Ele é o meu mestre. Eu apenas estou aprendendo a utilizar o meu instrumento, que é minha vida, de acordo com as instruções dAquele que sabe muito sobre ela. O meu mestre é o autor da vida. E Ele me deu algumas lições:


-Ele me conhece muito bem;
-Ele faz com que eu me sinta seguro, não por mim mesmo, mas por Ele;
-Ele me motiva e me encoraja na comunhão com Ele;
-Ele está junto de mim, não faço nada sozinho;
-Ele age além da normalidade, muito além daquilo que eu entendo;
-Ele nos conduz e nos desafia também.